logo
Insparedes - Será que carros vão impedir excessos de velocidade?
blog-1

Será que carros vão impedir excessos de velocidade?


A partir de Julho 2022, todos os carros novos fabricados são equipados de série com um dispositivo que impede ou dificulta o desrespeito pelos limites de velocidade. Compreenda como funciona!

De forma a reduzir drasticamente o número de mortes e feridos graves provocados por acidentes rodoviários devido ao excesso de velocidade, a União Europeu decidiu tomar medidas.

Estudos recentes indicam que a maioria dos acidentes que originam feridos graves e mortos, têm o excesso de velocidade como causa. A par disso, também a distração do condutor. 

Para esta segunda causa, foram criados sistemas de ajuda à condução, como por exemplo um sistema que mantém o carro na faixa de rodagem e o impede de bater no carro da frente, travando sem ação do condutor. 

Para garantir o nível correto de atenção do condutor, a UE vai passar a “ver” os olhos do condutor, de forma a garantir que este está de olhos postos na estrada, sem sinais de sono ou embriaguez. 

Quanto ao excesso de velocidade, a UE anunciou na diretiva 2144 de 2019, com três anos de antecedência, a adoção e inclusão de série de um sistema de assistência inteligente da velocidade, a partir de 6 de Julho de 2022. 

Na indústria automóvel, este sistema é conhecido como Intelligent Speed Assist (ISA). O seu funcionamento passa por recorrer a câmaras para ler os sinais de trânsito e detetar excessos de velocidade. 

Associado ao sistema de GPS, o próprio veículo saberá a velocidade máxima permitida em cada local, mesmo que esta deva ser reduzida ou ampliada devido a situações ocasionais, como obras ou alargamentos de via. 

Sempre que o condutor exceder o limite, o ISA começa por avisar o condutor com sinais luminosos, seguindo-se os acústicos, de forma a chamar a atenção do condutor, chegando a tornar-se irritante ultrapassar os limites. 

Caso estes sinais não sejam o suficiente para acalmar o condutor, os veículos terão ainda a funcionalidade de agir sobre o pedal do acelerador, opondo-se à pressão exercida pelo condutor. 

Ainda em fase de testes, os fabricantes ainda se encontram a ponderação sobre se este sistema deve ter opção de desligar ou não.


No entanto, prevê-se que este sistema seja um grande avanço no que à segurança rodoviária diz respeito, pondo “na linha” os infratores da velocidade a ajudando a contribuir para a diminuição de mortes na estrada!

A Insparedes deseja-lhe Boas Viagens!


Aceder à Fonte da Notícia