logo
Insparedes - Quando deve substituir o fluído da caixa de velocidades?
blog-1

Quando deve substituir o fluído da caixa de velocidades?


A caixa de velocidades é um dos elementos mais importantes de um automóvel e, também, um dos que tem a reparação mais avultada. Saiba com a Insparedes quando deve substituir o fluido da caixa de velocidades do seu carro!

A caixa de velocidades é a segunda ligação mais importante na composição de um automóvel, sendo responsável pelo binário que lhe dá a potência para que ande. Como tal, deve cumprir os intervalos de manutenção aconselhados.

Ao longo dos anos, a evolução das caixas de velocidades permitiu que seja possível realizar uma condução suave e que as relações de caixa tenham um escalonamento muito curto. 

Uma das razões para essa evolução foi a aprovação das normas anti-poluição EURO, que visam a redução da contaminação do meio ambiente, através da diminuição da emissão de gazes nocivos. 

Na produção das caixas de velocidade atuais, investe-se então na redução de rotações e, assim, na diminuição do consumo de combustível. 

Contudo, existem variados tipos de caixas de velocidades, manuais e automáticas, com diferentes dimensões e número de relações. Como tal, alguns fabricantes recomendam a troca regular do óleo, outros determinam que o fluído utilizado serve para todo o tempo de vida do carro. 

No entanto, o mais correto é realizar a manutenção da caixa de velocidades do seu carro dentro dos parâmetros indicados pela marca da caixa.


O que deve ser feito mediante a marca do seu carro?
  • Peugeot – As caixas de velocidades manuais e automáticas Peugeot não exigem manutenção, no entanto recomenda-se que o fluído das automáticas seja substituído a cada 100 a 150 000km como medida preventiva. 
  • Hyundai – Alguns modelos, como o Santa Fé com caixa automática e sem filtro, carecem da substituição do óleo a cada 110 000km. 
  • Mercedes-Benz – Os modelos da Mercedes-Benz com caixa de velocidades automática recomendam a substituição do óleo com filtro entre os 80 e os 100 000km. Já o veículos de caixa manual, precisam que a troca seja feita a cada 80 000km. Porém, há modelos em que a troca deve ser feita a cada 50 000km e em que se deve também trocar o fluído do grupo redutor. Assim, é recomendado verificar qual é o caso do seu modelo, através das recomendações do fabricante. 
  • Fiat – Nesta marca também se recomenda a manutenção da caixa de velocidades entre os 120 e os 150 000km. 
  • Audi – A marca recomenda que para alguns veículos equipados com as transmissões Tiptronic do Grupo VW, a manutenção deve ser realizada a cada 60 000km.  BMW – Nos modelos BMW com sistema Steptronic, a substituição deve também ser realizada a cada 60 000km.

Contudo, independentemente da marca ou modelo do veículo, seja ele de caixa manual ou automática, o funcionamento interno deve ser considerado, já que o seu funcionamento dá lugar à produção de resíduos e limalhas e as propriedades do fluído vão-se deteriorando, sendo por isso conveniente uma manutenção regular.


Posto isto, o melhor conselho que a Insparedes lhe pode dar é que, além verificar sempre as recomendações dadas pelo fabricante, reveja com regularidade o estado da sua caixa de velocidades e a quantidade de fluído que este possui, de forma a evitar danos desnecessários!


A Insparedes deseja-lhe Boas Viagens!


Aceder à Fonte da Notícia