logo
Insparedes - Faróis de nevoeiro - conheça a sua real importância!
blog-1

Faróis de nevoeiro - conheça a sua real importância!


Em fase de condições meteorológicas adversas, nunca é demais relembrar a importância dos faróis de nevoeiro, bem como dar a conhecer o seu uso correto.

Os faróis de nevoeiro são extremamente necessários e a sua substituição pode levar ao comprometimento do seu funcionamento.

São eles que garantem a maximização de iluminação perante situações de nevoeiro ou neblina, algo que não é assegurado apenas com a utilização dos médios.


A condução em contexto de nevoeiro

O nevoeiro é um fenómeno meteorológico que consiste na suspensão de gotas de água no ar, normalmente devido a humidade elevada e temperaturas frias, resultando numa nuvem muito baixa junto ao solo. 

O nevoeiro dificulta a visibilidade, assim como a chuva intensa.



Qual o papel dos faróis de nevoeiro?

Os faróis de nevoeiro são um farol cujo feixe de luz atravessa essas gotas de água em suspensão, permitindo a iluminação da estrada e melhor visibilidade da mesma, tarefa que os médios não conseguem assegurar. 

Em zonas mais húmidas e frias, é recorrente encontrar nevoeiro na estrada, o que torna o papel dos faróis de nevoeiro muito importante e necessário. 

Quando não existe neblina, os faróis de nevoeiro têm de estar desligados, uma vez que o seu feixe de luz encadeia bastante, incomodando e pondo em risca os outros condutores.



Quando se deve ligar as luzes de nevoeiro?

As luzes de nevoeiro, devem ligar-se nas seguintes ocasiões: 

   -Em situações de nevoeiro e difícil visibilidade; 

   -Na presença de chuva intensa, neve ou nuvens de pó ou de fumo; 

   -Na circulação noturna em faixas estreitas, perante curvas de pouca visibilidade.


Luzes de nevoeiro brancas ou amarelas?

Nos modelos mais antigos, devido ao feixe da luz amarela ser maior, era muito comum o uso de faróis de nevoeiro amarelos, já que potencializavam a capacidade de ver e ser visto. 

No entanto, este tipo de faróis foi proibido para os automóveis mais atuais, sendo que apenas os modelos matriculado antes de agosto de 1999 podem circular com esse tipo de faróis. 

Esta proibição teve origem no uso indevido dos faróis de nevoeiro que, embora útil em condições adversas, podia pôr em causa a segurança dos outros condutores, devido à possibilidade de encadiamento. 

Assim, o tipo de iluminação imposta atualmente é a luz branca, mediante o modelo do seu automóvel.


De qualquer forma, a informação mais importante a reter é: Quando deve usar ou não os faróis de nevoeiro, já que o seu uso indevido pode provocar acidentes, servindo apenas como um auxílio face a condições meteorológicas adversas e não como um meio de iluminação de uso constante.


A Insparedes deseja-te Boas Viagens!



Aceder à Fonte da Notícia