Telemóvel ao volante, perigo na estrada constante!

Realizado no Reino Unido, um novo estudo revelou dados preocupantes sobre a utilização do telemóvel ao volante por todos aqueles que circulam em via pública.

Os dados, relativos ao povo europeu em idade adulta, demonstram que se criou uma dependência do uso de telmóvel ao volante que vai além do mero utilizador, já que, em média, o dependente consulta o smartphone de 12 em 12 minutos.

Obviamente, estes resultados são ainda mais preocupantes quando se fala de segurança rodoviária, já que a utilização do telemóvel ao volante, durante a condução, pode trazer consequências devastadoras.

No mundo moderno, pode não ser surpreendente que as pessoas não consigam estar 12 minutos sem utilizar o seu smartphone, mas este vício pode ter consequências fatais se as pessoas não deixarem o telemóvel quando conduzem, referiu Joshua Harris, Diretor de Campanhas da Brake.

Uma fração de segundo causada por uma chamada, uma mensagem ou uma notificação pode ser fatal ao volante. Em 2016, 32 pessoas morreram e 105 ficaram gravemente feridas em acidentes que envolveram distracções devido ao telemóvel durante a condução, e este problema está a agravar-se de ano para ano, acrescentou.

 

 

A Insparedes aconselha a que, durante a condução ou enquanto peão, não utilize o telemóvel, já que esta prática pode alterar drasticamente a sua vida e a de todos que circulam na via pública. Precavenha-se e salve vidas!

A Insparedes deseja-lhe Boas Viagens!

 

Aceder à fonte da notícia

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário



Os melhores Truques e Dicas para valorizar o seu automóvel

Comece a receber todos os meses...
Inscrever Agora 
close-link