Poupe o seu Carro: 8 Erros na condução que causam avarias na sua viatura

Ao longo dos anos, cada condutor vai criando diversos hábitos e vícios ao volante que, consciente ou inconscientemente, tendem a causar danos nos seus automóveis.

Por isso, e para o ajudar a compreender e evitar esses erros, a Insparedes reúne agora uma lista dos erros mais comuns que se verifi04cam na condução dos portugueses. Conheça-os connosco:

Poupe o seu Carro: 8 Erros na condução que causam avarias na sua viatura

Ao longo dos anos, cada condutor vai criando diversos hábitos e vícios ao volante que, consciente ou inconscientemente, tendem a causar danos nos seus automóveis.

Por isso, e para o ajudar a compreender e evitar esses erros, a Insparedes reúne agora uma lista dos erros mais comuns que se verificam na condução dos portugueses. Conheça-os connosco:

Conduzir com a mão pousada na alavanca da caixa de velocidades

img1

É um dos hábitos mais comuns que se verifica em quem conduz. É um ato atribuído à maior facilidade na hora de mudar de velocidade ou à forma de repousar o braço enquanto se conduz. Porém, este hábito pode trazer consequências para a caixa de velocidades, já que o esforço aplicado no selector da alavanca pode provocar um desgaste prematuro neste elemento.

Acelerar a frio em viagens curtas

img2

Acelerar a fundo ou efetuar grandes arranques com menos de dez minutos de viagem é altamente prejudicial, já que o motor do automóvel não teve tempo para aquecer devidamente, assim como o óleo.

Manter o depósito constantemente na reserva

img3

Dependendo, obviamente, da disponibilidade financeira de cada um, manter o depósito constantemente na reserva é prejudicial para o motor, já que pode danificar a bomba de combustível do veículo, fazendo com que o motor absorva pequenos detritos que possam estar no fundo do depósito.

Carro com excesso de bagagem

img4

Excesso de bagagens e itens desnecessários dentro do carro acrescentam esforço ao grupo motriz da viatura (motor e caixa), suspensão e travões, além de provocar mais consumo de combustível, já que mais peso exige mais força da viatura.

Estar muito tempo parado com uma mudança engrenada

img5

Enquanto está parado no semáforo para que fique verde, é comum verificar que deixou a mudança engrenada durante essa espera. Porém, esta não é a melhor forma de proceder, uma vez que acaba por causar um esforço extra aos componentes da viatura, além de que o ponto de embraiagem em doses excessivas acaba por desgastar a embraiagem. Assim, é preferível manter a viatura em ponto-morto.

Passar de marcha-atrás para primeira rapidamente

img6

Embora muitas vezes seja inevitável, a passagem de marcha-atrás para primeira de forma brusca e rápida pode danificar o sistema de transmissão ou o motor. Assim, o procedimento ideal passa por imobilizar o veículo totalmente, efectuando de seguida a passagem de caixa.

Pé em repouso no pedal da embraiagem

img7

É um dos erros dados com maior frequência na condução, sendo vistos como simples descuidos. Porém, é um dos que mais danifica a viatura, já que é um dos órgão mecânicos sujeitos a maior desgaste, acabando por sofrer ainda mais com a continuidade do pé esquerdo no pedal da embraigem, o que se verifica em paragens em semáforos, por exemplo.

Passagens de caixa bruscas

img8

Passagens de caixa bruscas e violentas provocam um desgaste prematuro, podendo significar a inevitável necessidade de substituição da embraiagem muito antes do previsto.

Estes são alguns erros que a Insparedes tem a partilhar consigo, de forma a que possa evitá-los na sua condução.

Lembre-se, contribuir para a segurança nas estradas passa também por manter o seu carro nas melhores condições, de forma a garantir o máximo do seu desempenho.

Assim, a Insparedes deseja-lhe uma boa viagem!

 

Aceder à Fonte da Notícia

Artigos relacionados

Deixe um comentário



Os melhores Truques e Dicas para valorizar o seu automóvel

Comece a receber todos os meses...
Inscrever Agora 
close-link