Descubra os 8 maiores erros perante um engarrafamento!

Logo pela manhã, é comum qualquer um de nós se deparar com um engarrafamento que, nas médias e grandes cidades, é o “prato do dia”.

Posto isto, a Insparedes dá-lhe a conhecer alguns erros que, além de muitas vezes causarem acidentes, são também de evitar perante cenários de engarrafamento.

engarrafamento

Segundo dados recolhidos pelo IMT, os engarramentos, embora de origem natural devido ao fluxo de automóveis a circular, é também promovido por alguns erros dos condutores que, além de provocarem trânsito, provocam também acidentes.

Como tal, a Insparedes dá-lhe a conhecer o oito piores erros que se praticam face a um “pára-arranca” desnecessário.

Distância insuficiente dos carros da frente

Perante um cenário de engarrafamento, é fulcral respeitar as distâncias de segurança, mesmo que isso implique que algum veículo se coloque à frente do nosso. Nestas situações, é comum acontecerem imprevistos, devido ao maior risco de colisão. Se não houver distância suficiente, não só pode chocar com um carro que “se chegue à frente”, como bater acidentalmente com o veículo que já circulava antes de si.

Falta de sinalização

A utilização dos indicadores de mudança de direção reduz-se consideravelmente nos engarrafamentos, uma vez que pela rapidez com que se tentam realizar manobras, colocar o pisca nem sempre é uma prioridade.

Mudar constantemente de faixa

Quando esta manobra é realizada, para além do risco de embate noutro carro ser maior, também o fluxo de circulação dos outros veículos é reduzido, obrigando ao seu reajuste.

Acelerar e travar bruscamente

Quando a condução é brusca e as travagens repentinas, é também mais perigosa. Por isso, é aconselhado optar por movimentos suaves, evitando travagens bruscas.

Falta de tranquilidade

O nível de nervos aumenta durante os engarrafamentos pelo facto de querermos escapar deles o mais rápido possível. No entanto, não há qualquer estratégia para evitar as paragens, pelo que o melhor é adotar uma postura tranquila e, claro, ter paciência.

Esquecer caminhos alternativos

Quando nos deparamos perante um engarrafamento, é comum pensarmos logo que seguir por outro caminho é solução. Esquecemos-nos, contudo, que é esse o pensamento da maioria dos condutores que acabam por optar por essas alternativas, que ficam também lotadas de trânsito.

Assim, o melhor é consultar os sistemas de navegação que se encontram, facilmente, hoje em dia, e que nos informam sobre o estado das estradas, ajudando-nos a escolher o caminho mais adequado.

Circular em ponto morto

Parados numa descida, são muitos os condutores que acreditam que descer com o carro em ponto morto ajuda a poupar combustível. No entanto, esta prática pode contribuir para danos graves no motor do veículo.

Pisar a embraiagem

Quando parados em filas de trânsito, muitos condutores têm tendência a colocar constantemente o pé em cima da embraiagem para retomar a marcha rapidamente.

Porém, este gesto leva ao desgaste prematuro da mesma, sendo aconselhado colocar o carro em ponto morto e iniciar a marcha normalmente em primeira.

Agora que já conhece alguns erros frequentemente verificados perante engarrafamentos, já sabe também que os mesmos são responsáveis não só por mais trânsito, como também por acidentes e danos no seu veículo. Como tal, a Insparedes aconselha a que tenha uma condução prudente e atenta, evitando ao máximo cometer estes erros.

 

A Insparedes deseja-lhe Boas Viagens!

 

Aceder à Fonte da Notícia

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário



Os melhores Truques e Dicas para valorizar o seu automóvel

Comece a receber todos os meses...
Inscrever Agora 
close-link