Descubra porque não deve arrancar em segunda!

Muitos condutores, por vício ou conveniência, ainda têm tendência a arrancar em segunda, o que pode trazer alguns problemas tanto na caixa como na embraiagem…Saiba tudo com a Insparedes!

Vários são os vícios encontrados na condução dos portugueses, porém um dos que mais nos intriga e pode realmente causar danos na viatura é arrancar em segunda. Costuma fazê-lo? Saiba porque não deve:

 

Há, de facto, alturas em que arrancar em segunda é o mais recomendado, como quando o piso se apresenta com pouca aderência, contendo neve ou gelo na estrada, já que as rodas terão menos toque e o condutor terá mais controlo sobre o veículo ou em descidas em que se possa aproveitar o balanço.

Tirando estas excepções, não é de todo recomendado que se arranque em segunda, já que a mecânica do carro estará a ser posta em risco, uma vez que a caixa de velocidades e a embraiagem estarão a ser submetidas a fricções e vibrações desnecessárias e sujeitas a maior desgaste.

Assim, ao ignorarmos a primeira mudança e iniciarmos a marcha em segunda, obrigamos o disco de embraiagem a suportar a fricção durante mais tempo e sujeitamo-lo a um maior esforço.

Portanto, se o seu conta-quilómetros ainda está na fasquia entre os 100.000 e os 150.000 km, mas já começou a notar um certo cheiro a queimado quando faz ponto de embraiagem ou nas passagens de caixa, a ouvir barulho quando troca de mudança, a sentir dificuldades em engrenar a relação (como se a embraiagem estivesse a ‘patinar’) ou instabilidade durante a condução, o melhor é preparar-se para passar por uma oficina.

Como a embraiagem garante a ligação entre o motor e a caixa de velocidades, todos os elementos (disco, mecanismo e rolamento de encosto) ficam situados no compartimento do motor, pelo que aceder-lhes para proceder à respectiva substituição consome muito tempo de mão-de-obra.

Ou seja, embora haja kits relativamente acessíveis (os preços podem ir até aos 500€), não há como escapar a uma intervenção morosa. Logo, necessariamente dispendiosa, com a mão-de-obra a potencialmente duplicar o preço.

 

Costuma arrancar em segunda? Conhecia as consequências devastadoras na caixa e na embraiagem que este hábito pode causar?

A Insparedes deseja-lhe Boas Viagens!

 

Aceder à fonte da notícia

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário



Os melhores Truques e Dicas para valorizar o seu automóvel

Comece a receber todos os meses...
Inscrever Agora 
close-link