Carros elétricos terão de emitir ruído a partir de Julho de 2019


Os veículos elétricos vão deixar de ser totalmente silenciosos a baixas velocidades, num esforço para evitar atropelamentos devido ao facto de os peões não se aperceberem da sua presença.

Para muitos, apesar dos seus benefícios em termos ecológicos por não emitirem qualquer poluição na condução, os veículos elétricos são vistos como uma “ameaça silenciosa” no sentido em que não emitem ruído que denuncie a sua presença, sobretudo nas grandes cidades, onde a confluência de muitos outros ruídos pode facilmente mascarar a presença dos elétricos na estrada.

carros elétricos

 

Assim, a União Europeia vai obrigar que todos os novos veículos elétricos e híbridos vendidos na Europa a partir de julho do próximo ano estejam equipados com um sistema que emite um ruído a baixas velocidades, sendo que os modelos já na estrada terão de ser equipados com esse mesmo dispositivo até ao ano de 2021.

Muitos dos automóveis atuais já dispõem de um sistema emissor de um som a baixas velocidades, que serve precisamente para adereçar esta questão.

Contudo, têm também um botão que permite desativar o ruído a baixas velocidades. A nova diretiva europeia prevê a sua eliminação para que os condutores não possam desativar esse comando emissor de ruído a velocidades reduzidas.

O ruído a apresentar pelos veículos terá uma natureza de ruído branco associado a efeitos sonoros específicos que apenas serão ativados a velocidades inferiores a cerca de 30 km/h. Acima disso, os veículos elétricos voltarão ao seu silêncio usual.

A Insparedes aconselha a que tenha cuidados enquanto conduz, dando especial atenção à velocidade, colocando sempre o cinto de segurança e evitando a utilização do telemóvel, de forma a evitar multas inesperadas!

A Insparedes deseja-lhe Boas Viagens!

 

Aceder à fonte da notícia

Artigos relacionados

Deixe um comentário



Os melhores Truques e Dicas para valorizar o seu automóvel

Comece a receber todos os meses...
Inscrever Agora 
close-link