Custos da condução autónoma podem reduzir-se 99,9%

Segundo conclusões de investigadores da Universidade norte-americana do Michigan…

custos-da-conducao-autonoma-odem-reduzir-se-99,9-Segundo conclusões de investigadores da Universidade norte-americana do Michigan, é possível reduzir até 99,9% o tempo e os investimentos que os fabricantes têm de investir em testes de estrada, de forma a desenvolver a tecnologia de condução autónoma.

Através da utilização de um método capaz de o fazer de forma acelerada, torna-se possível validar a condução autónoma em apenas algumas centenas de quilómetros. Desta forma, será permitido aos fabricantes cortar consideravelmente nos custos relacionados com o desenvolvimento da tecnologia, ajudando também outros construtores com menor capacidade financeira.

Partindo da informação recolhda ao longo de mais de 25 milhões de milhas de condução em ambiente real, com um condutor ao volante, foi desenvolvido um método que elimina desde logo a maioria das milhas realizadas e durante as quais nada de relevante acontece.
Assim, o programa concentra-se em momentos e situações que, embora não aconteçam com frequência, podem levar a acidentes graves e onde o elemento imponderável é o ser humano que conduz a viatura.

O maluco atrás do volante

O maior desafio colocado a estes sistemas de condução autónoma é, precisamente, levar em linha de conta a acção do “maluco que está atrás do volante”, com a premissa de que os computadores são 100% racionais.

No processo de elaboração do novo programa de análise, os investigadores conceberam as simulações em computador de forma a considerarem os condutores como a primeira ameaça aos veículos autónomos. Nomeadamente, inserindo reacções inesperadas da parte do humano, ao longo de toda a análise.

Durante o acto da condução, as duas situações mais comuns de conflito acontecem quando um carro autónomo é seguido por um outro automóvel, conduzido por um humano, ou então quando um carro conduzido por um condutor se coloca à frente de um veículo autónomo.

Assim, face às vulnerabilidades do ser humano, estas empresas visam garantir uma maior segurança rodoviária, usando para isso a inteligência artificial como arma de defesa na condução.

Porém, enquanto estes sistemas estão ainda em desenvolvimento e ainda não temos fácil acesso a automóveis equipados com esta tecnologia, é crucial manter uma condução defensiva, bem como ter em dia a manutenção do seu automóvel.

Conte com a Insparedes para o ajudar!

Aceder à Fonte da Notícia

Artigos relacionados

Deixe um comentário



Os melhores Truques e Dicas para valorizar o seu automóvel

Comece a receber todos os meses...
Inscrever Agora 
close-link